Fb-Button

Blog

Carnaval: 10 ideias de fantasias para fazer em casa

O carnaval oficial só acontece na terça-feira, que esse ano cai no dia 28 de fevereiro, mas o País já está em clima de folia, com blocos de rua espalhados pelas cidades durante os finais de semana. O legal da festa é usar e abusar da criatividade para criar looks originais em casa (sem gastar muito dinheiro). Confira as dez fotos mais usadas e crie a sua própria roupa para o carnaval.

1. Boneca 

Use saia de tule, cropped colorido e tênis ou sapatilha. Para finalizar, uma make bem colorida e o acessório de dar corda, que é fácil de fazer em casa com papelão e papel celofane.

 

 

branco

 

2. Pipoca 

Que delícia! Para esse visual, basta amassar bolas de papel branco e manchá-las de amarelo. Se não tiver a saia listrada, cole listras vermelhas de tecido ou cartolina em uma branca.

3a5d996bb7863eb94df89941572ad68f

 

3. Cleopátra

Na foto, a coroa está bem trabalhada, mas dá para criar versões mais simples em casa. Para ficar com o visual mais parecido com a da Rainha do Egito, capriche no delineador.

0998f6ea875ed8f71f0b300cdb7e22be

 

4. Carmen Miranda 

Essa é fácil! Basta combinar as roupas mais cloridas e floridas do armário e fazer um arranjo de flores e frutas falsas na cabeça.

670c037af8cea48ea5fd0074555d6f2f

 

5. Rei da pimenta 

Pimentas de plástico são encontradas facilmente em grandes centros de varejo. Vale usar muitas delas com uma roupa vermelha e completar o visual com bastante glitter.

48f24f29a208ea33c154d986d2c817cf

 

6. Plumas na cabeça 

Para quem não curte se fantasiar, um acessório de cabeça é o ideal, e dá para montar com o que você já tiver em casa.

7c809c69748fd123b05fefed569362a3

 

7. Pool party 

Aproveite o calor do carnaval para ir de roupa de banho! Para complementar o visual, vale esbanjar nos acessórios como boias, óculos de natação e touca.

25c8ecc8d5656b941541ae7b6fba07a2

 

8. Unicórnio 

Essa dá para fazer em casa ou comprar os acessórios já prontos. Abuse do glitter para complementar o visual místico da fantasia.

64fec5daf8d46783eae9c098044cb128

 

9. Morango

É só colar gotinhas brancas em uma camiseta vermelha e fazer o acessório de cabeça com cartolina. Que tal chamar toda a galera para uma fantasia de grupo de salada de frutas?

92ff61b6597c7ccbc10212094a995686

 

10. Tal pai, tal filho

Na foto, a brincadeira é com os comandos de copiar e colar do computador, mas dá para ir combinando com os filhos em qualquer fantasia.

b9bfc7d6d4c80be0750151ff1f407d00

 

Truques para cuidar dos sapatos depois de encarar a chuva!

sapato-na-chuva
Você tirou seus sapatos preferidos (e elegantes) do armário, os calçou e foi trabalhar. No meio do caminho – na hora do almoço ou fim do expediente -, caiu aquela chuva. A barra da sua calça ficou toda molhada e seus sapatos, ensopados. Além de ter sido desagradável, o calçado ganhou um visual todo “esquisito”, meio esbranquiçado, sem brilho. Aí bateu aquela dúvida: o que fazer para deixar os sapatos com o mesmo aspecto que eles estavam antes de você ter saído de casa pela manhã?
 
Antes de mais nada, é preciso saber que sapatos não costumam combinar com água – exceto os impermeáveis (botas de trilha, por exemplo). Os de couro ficam opacos, sem brilho e até manchados. Com o tempo, podem mofar e estragar. Calçados de camurça são ainda mais delicados e quase sempre mancham depois de molhados, assim como os de tecido. Mas há alguns “macetes” para recuperar seus sapatos depois de ter encarado uma chuva.
 
Não esquente
Por mais que você tenha pressa para secá-lo, nada de colocar o sapato na janela para pegar sol, ao lado do forno, atrás da geladeira ou enfiá-lo numa máquina de secar. Muito menos pegar o secador de cabelo emprestado da sua mulher para tentar deixar o processo mais rápido. O calor excessivo danifica o couro, o nobuck e a camurça, estragando seus sapatos.
 
Cuidados iniciais
Assim que chegar em casa, se o sapato tiver palmilha, retire-as e deixe-as secar separadamente – isso ajudará a acelerar a recuperação dele. Se o calçado estiver sujo com resíduos na superfície (terra, fuligem), passe um pano levemente úmido para limpá-lo. Caso seu modelo seja claro e esteja com respingos de chuva (na ponta, por exemplo), você vai precisar passar um pano mais molhado por toda a superfície para que o processo de secagem seja iniciado por igual em toda a peça, evitando manchas permanentes.
 
Secagem ao natural
Se você tiver tempo, depois de ter realizado o procedimento acima, coloque o par de sapatos num lugar ventilado e longe do sol ou outras fontes de calor até que ele fique totalmente seco. Se tiver pressa, você pode direcionar um ventilador para ajudar.
 
Com ajuda do jornal
É uma técnica bem antiga e eficiente, usada desde os tempos em que todos os homens usavam sapatos em vez de tênis. Separe um jornal e descarte as folhas muito coloridas para evitar que manche. Amasse as páginas uma a uma, fazendo bolas de papel, e preencha todo o interior de cada pé (como se elas fossem bolas de meia). Feito isso, pegue uma folha nova de jornal e enrole todo o calçado com ela. Você pode prendê-la com um elástico ou amarrá-la com um barbante. Coloque o par num lugar à sombra e ventilado. Depois de uma hora, descarte o jornal molhado e repita todo o processo com folhas novas e secas até que seu pisante fique totalmente restabelecido.
 
Com ajuda de carvão
O carvão é conhecido por reter a umidade (a grosso modo, ele “suga” a água). Também costuma ser usado para eliminar mau cheiro. Como depois de encarar a chuva seu sapato terá os dois problemas, uma dica é pegar uma meia velha e encher de pedaços pequenos de carvão e colocar a meia dentro dos sapatos. Vale deixar de um dia para o outro.
 
Mofo
Se o seu sapato de couro, material sintético, tecido ou camurça pegou umidade e ficou guardado molhado no armário, ele pode apresentar alguns sinais de mofo. Se isso acontecer, a dica é umedecer um pano com vinagre branco e passar delicadamente sobre a mancha de mofo (não sobre todo o sapato). Deixe o calçado secar à sobra e naturalmente.
 
Cuidados finais
Ok, demorou, mas os sapatos secaram. Agora o momento é de pegar aquele hidratante de couro ou graxa e aplicar no pisante para ele recuperar a cara de novo.

Dica: Como lavar almofadas e travesseiros

almofadas-e-travesseiros

Lavar almofadas e travesseiros não é uma atividade que praticamos rotineiramente não é verdade? E é justamente por esse motivo que acabamos ficando na dúvida sobre quais produtos podemos ou não utilizar para lavar os mais variados tecidos, se eles podem ou não ser lavados na máquina ou pior ainda se podemos ou não passa-los com ferro! Por esse motivo criamos um guia bem simples, prático e fácil de ser seguido, que vai te livrar da dúvida e te auxiliar na hora de higienizar seus acessórios, dá só uma olhadinha:

Almofadas e porta travesseiros de tecidos como o Algodão, Veludo, Poliéster e Sued podem ser lavados na máquina com uma mistura de água e sabão neutro. Dê preferência para uma temperatura morna de água e não se esqueça de selecionar o ciclo chamado Delicadas (dessa forma o tecido ficará mais conservado e seus acessórios ficarão lindos e com carinha de novo por muito mais tempo!).

Para as almofadas e travesseiros em Algodão e Poliéster o uso do ferro de passar roupa está liberado, porém recomendamos dar uma olhada na indicação de temperatura do seu aparelho para não danificar o acessório. Já aqueles que possuem tecidos como o Veludo e o Sued não podem ser passados com o ferro, pois esses tecidos são danificados com o calor do aparelho. Dica: Se a sua peça desse tecido está com amassados ou marcas coloque-a na secadora por alguns minutinhos e estenda em um local liso, isso já ajuda a deixar a peça lisinha!

Almofadas e travesseiros de Couro Sintético

Para almofadas e travesseiros produzidos em Couro sintético, utilize apenas um pano levemente umedecido com água. Caso a sujeira permaneça resistente misture um pouco de sabão neutro na água e esfregue gentilmente com o auxílio de um pano limpo até que a mesma suma.

Não lave na máquina nem mergulhe a peça em água! Isso pode danificar a peça e fazer com que ela perca a cor ou a textura que possui. O mesmo vale para secadoras, máquina de lavar roupas e ferro.

Almofadas e travesseiros de Linho, Seda, Tricot e fibras naturais.

Almofadas e porta travesseiros de Linho, Seda, Tricot e fibras naturais no geral podem ser lavados com uma misturinha de água e sabão neutro com temperaturas baixas (água quente pode fazer com que esses tecidos encolham!). Por serem tecidos mais naturais e delicados não podem ser lavados na máquina, nem secados na secadora.

Esfregue as peças gentilmente entre as mãos e enxágue com água em abundância, depois deixe secar em um local com sombra. Peças de tricot exigem cuidado redobrado.

Para passar peças de materiais como esses, deixe seu ferro em uma temperatura bem baixa e coloque um pano entre o aparelho e a peça sendo passada. Dessa forma você evita de queimar as fibras naturais do tecido, o que se ocorrer deixará a peça com um aspecto amarelado que é irreversível.

Como lavar enchimento das almofadas e travesseiros

Na hora de lavar seus porta travesseiros e almofadas lembre-se sempre de retirar os enchimentos usados internamente antes de iniciar o processo de lavagem. Essas peças, porém, também precisam ser higienizadas de tempos em tempos, então mergulhe-as em um balde com uma combinação de água e sabão em pó comum e deixe de molho por alguns minutos.

Enxágue com água em abundância até que todo o resíduo de sabão tenha sido eliminado, aperte a almofada ou travesseiro entre os dedos para retirar o excesso de água e deixe secar na sombra em local arejado por pelo menos 24 horas.

Dicas:

  • Caso sua peça possua algum bordado dê sempre preferência por lavar ela à mão. Isso evita que o bordado se desfaça ou perca a sofisticação!
  • Deixar suas peças secando na sombra ajudam a mantê-las com aquela aparência de nova por muito mais tempo!
  • Antes de colocar suas capas de almofada e travesseiro na máquina vire-as do avesso. Esse cuidado extra ajuda a adicionar mais uma camada de proteção para seus acessórios
  • Não use amaciante em tecidos naturais. Amaciantes possuem muitos componentes químicos fortes que prejudicam fibras naturais e de boa qualidade, o que com o tempo vai corroendo a estrutura do tecido e enfraquecendo os fios.
  • Não use cloro nas suas peças em hipótese nenhuma pois o risco de ocasionar manchas permanentes é muito grande e irreversível.
  • Se você for lavar suas capas na máquina aproveite para coloca-las dentro de um saquinho próprio para roupas delicadas. Eles são vendidos no mercado e são ótimos aliados na hora de lavar peças mais delicadas.

Caso seus acessórios possuam manchas mais sérias ao invés da sujeira do dia-a-dia, mande aqui na Lavanderia Fontes que resolvemos pra você.

As cores jamais sairão de moda! O que cada cor diz sobre você!

cores
Independentemente das tendências, você deve usar as cores que mais combinam com a sua personalidade e fazem você se sentir bem, pois elas podem ter um grande impacto na sua vida. Elas possuem significados e mensagens. Elas podem influenciar o seu humor, o seu estado de espírito e até mesmo o que os outros pensam de você de forma consciente ou subconsciente. As cores que você usa falam. E isto é o que elas dizem.
Amarelo
Você não precisa adicionar muitos acessórios para um bom visual, pois a própria cor já atrai atenção suficiente.
O que diz sobre você
Sou uma mulher excêntrica, feliz, na moda e extravagante que gosta de estar no centro das atenções e ama moda.
Roxo
Roxo é uma cor versátil, e você pode causar uma forte impressão com ela.
O que diz sobre você
Sou uma pessoa misteriosa, autoconfiante e feminina com um sexto sentido.
Verde
Tudo depende do tom. Verdes pastéis são modernos e joviais. Verdes mais escuros dão uma aparência mais madura.
O que diz sobre você
Sou uma pessoa realista, simpática, tranquila, autoconfiante e aberta que prefere manter as coisas naturais. Evoluo constantemente.
Azul
A cor da água e do céu. A cor de frescor e saúde. A cor que todo mundo gosta. A cor de empoderamento e tranquilidade.
O que diz sobre você
Sou tranquila, calma, inspirada e sincera. Prefiro a verdade e a moderação. Sou forte, autoconsciente e boa em comunicação. Tenho grandes ideais.
Vermelho
É preciso muita autoconfiança para usá-lo. Cuidado: se usado de forma exagerada, ele pode lhe dar uma aparência agressiva; a não ser que você seja uma femme fatale, opte por acessórios vermelhos.
O que diz sobre você 
Quero me sentir forte e corajosa para estar pronta para enfrentar qualquer coisa que aparecer no meu caminho. Quero dominar e sou entusiasmada sobre as coisas importantes para mim.
Como as cores podem aproveitar ao máximo o que você tem a oferecer? Sempre confira o seu tom de pele – se as suas veias forem azuis, você tem um tom de pele rosado/frio, então aposte em roupas com um tom de rosa/cores frias. Se as suas veias forem verdes, o seu tom de pele é amarelado, então aposte em cores quentes com um tom amarelado. O mesmo serve para a sua maquiagem. Certifique-se de que as suas roupas coloridas estejam sempre perfeitamente limpas, vívidas e brilhantes.  Cores desbotadas são blé. Você pode confiar na eficiência de sabões líquidos para a lavagem em água fria: independentemente da quantidade de lavadas, as suas cores permanecerão intactas.

Rotina em foco

rotina

As férias de verão costumam nos tirar da rotina. Relaxar, curtir bons momentos, não ter horário definido nem compromissos urgentes são algumas das características desse período tão esperado e especial. Entretanto, na volta das atividades, se a retomada não acontecer gradativamente, acaba sendo um peso para todos os membros da família.

Uma das alternativas para que você não fique estressado justamente no retorno das férias e possa se organizar com mais tranquilidade para iniciar o ano é usufruir de serviços terceirizados para algumas de suas tarefas diárias. Com custo-benefício atraente e resultados de qualidade, muitas vezes, tal alternativa acaba até sendo implementada à rotina, facilitando assim, o dia a dia de muitas famílias.

A Lavanderia Fontes se encaixa exatamente nessa proposta. Com serviços profissionais diferenciados e que cabem no orçamento. Lavar, secar, higienizar e passar: todas essas tarefas tomam muito tempo no cronograma de qualquer pessoa. E mais, conciliar com as demais atividades da rotina, sejam elas do lar ou do trabalho externo, podem virar uma dor de cabeça.

 Por isso, conte sempre com prestadores de serviço eficientes e comprometidos. Divida um pouco as atividades diárias e tenha a certeza de que com a Lavanderia Fontes, o carinho e o cuidado estão garantidos.

Você sabe como evitar o desperdício de água na limpeza da casa?

Saber como evitar o desperdício de água em casa continua sendo uma prioridade. Mesmo com o aumento das chuvas, o nível de água nos reservatórios permanece baixo e é preciso atenção para que o consumo de água não aumente. Seguimos pensando sobre como podemos economizar a água e aplicar estratégias eficientes no dia a dia. A seguir, compartilhamos mais uma série de dicas, desta vez, sobre como evitar o desperdício de água na limpeza da casa. Confira!

limpeza-sem-agua

Limpeza sem água é possível?

Limpar a casa quase a seco não é uma tarefa impossível. Com os produtos certos, além de algumas técnicas e truques, tem como economizar água em nossas casas durante a limpeza. Veja dicas de limpeza sem água para cada cantinho da sua casa:

  1. Cozinha

  • Panos de microfibra são boas opções para fazer uma limpeza sem água, pois podem ser usados praticamente a seco. Por exemplo, não é preciso usar água para limpar a bancada da cozinha. Basta aplicar um limpador eficiente diretamente à superfície – desengordurantes não requerem enxágue. Passe o pano de microfibra a seco para finalizar.
  • Para a limpeza dos azulejos, borrife um pouco do limpador no pano de microfibra e passe-o em toda a superfície. Se necessário, use o auxílio de um rodo para assistir na limpeza dos cantos mais difíceis de alcançar.
  • Já para o fogão, prefira um limpador cremoso, que auxilia na limpeza sem água. Aplique algumas gotas do produto em um pano umedecido, passe-o suavemente pela superfície. Em seguida, utilize um pano úmido sem o produto para dar brilho.
  • Precisa lavar aquela louça do almoço de domingo e quer saber como evitar o desperdício de água? É simples, basta retirar as sobras dos pratos com um garfo ou papel toalha e deixar os pratos e talheres de molho na pia, com um pouco de água morna e detergente. A torneira só precisa ser aberta – com moderação – na hora de fazer o enxágue.
  1. Banheiro

  • Assim como na cozinha, tem como evitar o desperdício de água na limpeza do banheiro usando produtos eficientes que além de limpar e desinfetar, eliminam o mofo e o limo das superfícies sem deixar resíduos.
  • Uma ideia para quem esta atrás de como economizar a água em casa é utilizar um balde para aproveitar a água que cai do chuveiro enquanto ele esquenta. Essa água também pode servir na limpeza, para passar um pano no chão ou remover os resíduos de água sanitária e cloro.
  • Lencinhos de limpeza e álcool também são algumas das alternativas para limpar o banheiro sem água
  1. Sala de estar, quartos e varanda

  • Para limpar o chão, prefira o aspirador de pó ao pano úmido. Além de eficiente e prático, o eletrodoméstico permite adiar o uso da água na limpeza do chão.
  • Por exemplo, se o aspirador é usado diariamente, é suficiente fazer a limpeza do chão com um pano umedecido, uma vez por semana.
  • Outra boa dica de como evitar o desperdício de água é criar o hábito de limpar um pouco por dia. Evitar que a sujeira se acumule nas superfícies é um jeito eficiente de reduzir a quantidade de recursos – como água e produtos – usados na limpeza casa.
  • Por exemplo, se o pó das superfícies é tirado com frequência, é possível mantê-las limpas usando um pano de microfibra a seco. Escolha dois ou três cômodos da casa por dia para fazer uma limpeza sem água. Assim, você não se sobrecarrega com as tarefas, evita o desperdício de água e ainda deixar a casa limpa por mais tempo.
  1. Lavanderia

  • Na lavagem da roupa, procure utilizar a capacidade máxima da máquina de lavar. Assim você economiza água e energia.
  • E claro, não se esqueça de reaproveitar a água da lavagem da roupa na limpeza do quintal, do carro ou da calçada.

COMO LAVAR GRAVATAS SEM ESTRAGÁ-LAS

gravataA gravata é uma peça importante no guarda-roupas de um homem, seja ela usada para ocasiões especiais ou no dia a dia. Porém, seja pelo uso ou por acidentes, sujá-las é praticamente inevitável. Agora, você sabe como lavar corretamente uma gravata sem destruí-la?
 
Apesar da lavagem a seco ser o método ideal, preparamos um passo-a-passo para você que não dispõe do tempo de levá-la para a lavação – ou mesmo gostaria de economizar esse investimento. Acompanhe:
 
O que você vai precisar
 
1 balde com água suficiente para cobrir a gravata;
1 colher de sabão líquido.
Como fazer a limpeza
1. Deixe a gravata submersa num balde d’água (apenas água!) por, no mínimo, 10 minutos;
2. Retire o excesso de água da gravata com delicadeza;
3. Encha o balde novamente com água e dilua o sabão líquido para deixar a gravata por mais 10 minutos submersa;
4. Com cuidado e movimentos suaves, lave a gravata no balde;
5. Encha novamente o balde para enxaguar a gravata;
6. Retire o excesso de água da gravata com uma toalha felpuda, pressionando levemente;
7. Pendure a gravata num local fresco e arejado;
 
Atenção: não utilize grampos para prender a gravata quando for secá-la. Isso irá marcá-la. O ideal é pendurá-la num cabide.
 
Se a gravata for de seda, precisará de um cuidado adicional: ao invés de lavar, passe um pano úmido com um pouco de sabão neutro diretamente na mancha. Depois, seque com um secador de cabelo, mas sempre tenha cuidado para não danificar o tecido.
 
Cuidados ao passar a gravata
1. O ferro deve estar regulado na temperatura certa para o tipo de tecido da gravata;
2. Use sempre um pano entre a gravata e o ferro;
3. Nunca passe o ferro diretamente em cima da gravata;
4. Passe a gravata sempre em um único sentido para que não crie vincos nas bordas.
 
Guardando as gravatas de maneira correta
1. Nunca guarde a gravata com o nó feito – ele amassa e marca a gravata;
2. Guarde-a esticada em um cabide ou utilize existem caixas próprias para guardar gravatas – há aquelas que as deixam enroladas ou esticadas;
3. Em casos de viagens, use caixas plásticas redondas e armazene ela enrolada – assim garantirá uma gravata linda e lisinha.
4. Porta-gravatas ou cabides devem ter no mínimo 2cm de espessura para não marcá-las.
 
Cuidado: se a gravata tiver entretelas (uma parte mais dura dentro da gravata) lave-a somente a seco!

VEJA COMO LIMPAR OS TAPETES DE CASA SEM SOFRIMENTO

Além de dar um toque especial à decoração dos ambientes, os tapetes passam uma sensação de conforto e aconchego. No entanto, é preciso saber cuidar da tapeçaria para manter as peças limpas, livres poeira e de manchas.

Vários fatores podem danificar os tapetes, entre eles estão os raios solares, vassouras com cerdas duras, equipamentos de limpeza a vapor, dentre outros.

Para mantê-los limpos e em bom estado de conservação é importante usar aspirador ou vassoura com cerdas macias.

Mudá-los de posição a cada seis meses, colocar um antiderrapante de látex sob eles para evitar escorregões e protegê-los da umidade também são algumas dicas. Para reavivar as cores, pode-se preparar um composto de 1 litro de água filtrada e um copo de vinagre ou 1 litro de água com uma tampa de amônia. Passe no tapete com uma escova macia e o resultado será muito bom.

Para tirar manchas líquidas, como sucos, vinho e urina de animais, ela recomenda pressionar o local com papel absorvente até que enxugue completamente. Em seguida, passe um pano umedecido com água morna sem esfregar e deixe secar naturalmente.

limpando tapete

Já as manchas de gordura podem ser eliminadas com a ajuda de bicarbonato de sódio, aveia ou serragem e um aspirador de pó. Se a mancha não sair, é recomendável procurar oficinas especializadas.

Confira abaixo algumas receitas caseiras indicadas pela especialista para a retirar manchas de tapetes de náilon, lã ou algodão:

CATCHUP – Misture ½ colher de detergente com uma xícara de água fria. Coloque sobre a mancha e deixe de 5 a 10 minutos. Enxágue com água morna, repita até retirar todos os resíduos;

CAFÉ – Aplique um jato de água mineral gasosa sobre a mancha. Depois coloque sobre ela um pano encharcado numa mistura de metade álcool e metade vinagre branco. Enxágue com água limpa;

GORDURA- Tapetes engordurados podem ser limpos colocando-se sobre eles óxido de magnésia em pó. Deixe por algum tempo e depois escove ou passe aspirador;

MOFO- Esfregue com um pano ligeiramente úmido;

TINTA DE CANETA- Para tinta de caneta preta, use um pano molhado em leite quente sobre a mancha. Para tinta vermelha, faça uma aplicação de “mostarda” por algumas horas e depois lave com água morna.

Saiba qual é o tipo de cabide ideal para cada roupa

Não perca tempo procurando uma roupa, guarde-as em cabides certoscabides

Temos hoje no mercado diversos tipos de cabides. Cabide de madeira, ferro, acrílico, alumínio, etc. E também cabides com diversas finalidades, cabide para calça, saia, cintos, gravatas, echarpes e bijuterias.

Isso tudo porque cada vez mais temos necessidade de organizar nosso armário, para ganhar tempo na hora de nos arrumarmos para o dia a dia. Cada minuto perdido tendo que procurar uma roupa ou então repassar, porque amassou, nos consome muito tempo.

Abaixo indicaremos como deve ser pendurada cada peça a fim dela não amassar nem deixar seu armário desorganizado.

Calças

  • Pendure sempre com o gancho do cavalo voltado para o fundo do armário.
  • Pendure as calças em cabides de saia (se ganha espaço e o tecido não fica com as marcas indesejáveis feitas pelos cabides)
  • Prefira cabides com hastes curtas para pendurar as calças, evitando que amassem.
  • Calças jeans nos cabides fazem muito volume. Dobrá-las é uma ótima opção.
  • Para as calças não escorregarem, cole bolinhas de feltro na haste do cabide.

Saias e bermudas

  • Pendure no máximo duas peças de cores similares, assim o manuseio é fácil e não compromete a qualidade da roupa.
  • Prefira presilhas cromadas, as de plástico ficam frouxas com o tempo.
  • Para que a roupa não fique marcada, cole um pedaço de silicone ou feltro na parte interna dos pregadores.
  • Ao pendurar, estique a saia entre as presilhas, as fitinhas nas laterais da saia criam dobras desnecessárias.

Taillers, ternos e conjuntos.

  • Conserve junto às peças dos conjuntos em cabides com prensa e prenda a calça ou a saia pela cintura. Para proteger as peças nos cabides, você pode utilizar capas para ternos.

Blazers, casacos e jaquetas.

  • Anatômico nos ombros, é o ideal para peças estruturadas.
  • Ombreiras de plástico removíveis são os acessórios utilizados em cabides cromados para amenizar os vincos.
  • Cole espumas nas laterais do cabide, isso ajuda a não marcar/vincar a roupa.
  • Lembre-se: não é o cabide que marca a roupa e sim o peso da roupa.
  • Para conservas blazer e casacos no cabide, utilize protetores de ombreiras.

Vestidos, blusas e camisas

  • Prefira os modelos com formato de boomerang – facilita o manuseio.
  • Roupa de tecido fino/fluído fica bem conservada e não escorrega em cabides forrados (iguais aos de criança).
  • Frente-única, corselet e tomara-que-caia: pendure-os de cabeça para baixo em cabides de saias.
  • Rebaixos no ombro mostram que é um cabide feminino, perfeito para guardar peças com alças como vestidos, camisolas e blusas.
  • Para proteger vestidos no cabide, use uma capa protetora.
  • Crie rebaixos envolvendo nas laterais do cabide elástico de cabelo.
  • Os modelos sem rebaixos são adequados para camisas.

Cintos

  • Impossibilidade de pregar um cinteiro na parede? Opte por um cabide para cinto com ganchos que acomoda mais de uma peça.
  • Pendure os cintos de couro. Quando dobrados podem ficar marcados.

Gravatas

  • Gravatas ficam com fácil manuseio e sem amassar se forem dispostas em cabides com hastes laterais de 2 cm, ou então dispostas num cabide para gravatas.

Echarpes e lenços

  • Echarpes e lenços de seda usados diariamente ficam mais práticos e de fácil remoção quando pendurados em cabides apropriados.

Bijuterias

  • Cabides com bolsos pequenos é o mais indicado para guardar bijuterias. Pois dessa forma as peças não se enroscam, não correndo risco de quebrar.

Atenção!

  • Os cabides ocupam menos espaço e são mais fáceis de manusear quando dispostos na mesma direção, com o gancho virado para dentro e do mesmo modelo.
  • Cabides cromados otimizam o espaço, são mais resistentes e podem ser usados sem perigo de ferrugem. Os autênticos, quando lixados, não apresentam manchas pretas.
  • Cabides de madeira são ideais para closet amplo e peças estruturadas. Um revestimento é indispensável para evitar o ataque de cupins.
  • Cabides com ganchos centrais (que permitem pendurar outros dois cabides iguais) são modelos excelentes para aproveitar pequenos espaços. Fuja dos modelos 3 em 1 para retirar uma peça – as outras serão removidas.
  • Meia-capa protege as peças da incidência de luz e poeira ambiente.

E lembre-se, não é trocando os cabides que você terá o armário organizado. O acessório apenas facilita, nunca é a razão da organização.

Confira sete dicas para conservar maiôs e biquínis

1729126-1295-atm14No verão, peças de moda praia costumam deixar as gavetas e serem usadas à exaustão. Como ficam em contato direto com áreas íntimas, pedem cuidados extras na limpeza e manutenção.
 
Confira como realizar a lavagem e também como conservá-las por mais tempo com dicas elaboradas pela marca de tecidos Lycra.
 
1) Lave as peças com água na temperatura máxima de 30º C. Não esfregue as roupas com força. Prefira fazer movimentos delicados, espremendo as peças delicadamente, principalmente quando os modelos vêm com detalhes, como pedras e bordados.
 
1729108-1892-atm142) Use sempre sabão neutro. Verifique os rótulos dos produtos, lembrando que sabonetes nem sempre são neutros, nem mesmo os produtos à base de coco.
 
3) Lave as peças em água abundante, imediatamente após sair da piscina ou praia. Faça isso principalmente com biquínis, sungas e maiôs, para evitar manchas.
 
4) Prefira secar à sombra, evitando a secagem na máquina.
 
5) Não passe a ferro, porque a temperatura errada pode danificar o tecido.
 
6) Deve-se evitar o contato da peça com produtos cosméticos(cremes, óleos, bronzeadores) e outros produtos químicos.1729116-6182-atm14
 
7) Evite o contato do tecido com áreas abrasivas (ásperas) para que não ocorram rasgos ou desgastes no tecido.